• Ao Redor - Cultura e Arte

Plano

Atualizado: 26 de Ago de 2020

P’ro dia em que de mim te arrebentar

O nervo que a distância adoeceu,

Planejo solução elementar

Que encontra junto ao corpo que era

[teu

A carta então guardada na gaveta

Que cresce já completa p’ra nós dois:

“Paramos coagulados n’ampulheta;

Sem antes, sem agora e sem depois.”


Autoria de Pedro d'Avila


Poesia selecionada pelo sarau e concurso literário Poesia Ao Redor, promovido por este blog com o objetivo de dar visibilidade a novos autores da nossa literatura.


Sobre o Autor


Pianista petropolitano, atualmente reside na cidade de Boulder, Colorado, nos Estados Unidos. Literatura é uma paixão desde pequeno, quando escreveu seu primeiro poema aos seis anos de idade.

Acompanhe o artista no Instagram.


INSCREVA-SE para receber notificações de novos artigos sobre literatura e arte em geral!