• Ao Redor - Cultura e Arte

Para tempos difíceis, uma poesia sobre esperança

A arte tem um papel fundamental na manutenção da nossa esperança por dias melhores. Em tempos tão ásperos, uma poesia sobre esperança nos permite pausar e respirar. Mas a poesia de hoje não é apenas um texto sobre a esperança, mas sobre superação, que tem um significado mais ativo do que passivo. Porque não basta esperar por dias melhores, precisamos construí-los. A arte, neste caso a literatura, cumpre aqui o seu papel na poesia de Rafael Silva que não apenas nos acalenta ou conforta com um poema sobre esperança, mas nos lembra que somos os próprios construtores das realidades que almejamos. Como disse o poeta russo Vladimir Maiakóvski: "a arte não é um espelho para refletir o mundo, mas um martelo para forjá-lo".


Há de se ter esperança


Escura noite fria

dura noite dura

atrasa mais um dia

ameno, feliz.

A dura noite escura

em decreto de silêncio diz: shhhh!

Morte. morte. morte.

Um mil, dez mil, cem mil.

Qual teu preço escura noite dura?

Pai, mãe, irmão, sagrado amigo.

Qual teu valor dura noite escura?

Mas dos teus escombros, há de

[surgir,

dos lábios cerrados, um canto

que rebentará do coração mais

[tristonho

e cantará: esperança

de dias melhores

de mundos melhores

de melhores homens.

Decretará voz: cantem! Cantem,

[homens todos.

O canto que cura e canta a cura

da dor, da ganância, do sofrer.

O canto anunciará o novo homem do

[bem-viver:

“eis o novo homem!

Feito pelas mãos habilidosas do

[(Contra)Tempo

moldado pelas sensíveis mãos da

[Desgraça.

O novo homem superou o velho?

O novo homem superou o velho!

Bem feito.”

Entoará o canto.


Autoria de Rafael Silva


Sobre o autor

Uma alma antiga encarnada em corpo de menino novo. Ainda construindo caminhos nessa terra, mas já psicólogo e escritor [em germe]. Como psicólogo um escutador de histórias (bonitas e duras histórias), como escritor um inventor do que eu quiser até de coisa nenhuma. É assim que nesses caminhos vou me produzindo até começar a enxergar meu verdadeiro rosto. É isso. Ah! Tenho 23 anos e sou de Fortaleza, Ceará

Siga o autor.


Inscreva-se para receber notificações de novas publicações como esta!