• Luiza Pessôa

Teatro popular: concepção e história


máscara da commedia Dell'Arte. máscara branca em fundo preto.
Scaramouche - Commedia Dell'Arte - Imagem de Croisy por Pixabay

A primeira tarefa deste artigo será compreender a definição de “teatro popular”.

O teatro faz parte das artes cênicas: modalidade artística que se apresenta em forma de espetáculo e que inclui o teatro, a dança, a ópera, o circo e as diversas manifestações que mesclam essas linguagens. O teatro é a arte de forjar realidades e sua natureza está intimamente ligada a outras formas de arte, como a literatura e a pantomima para contar histórias. Mas o que define a expressão “teatro popular”?


Essa é uma questão complexa e que já foi abordada por diversos autores. O ponto de vista mais antigo é o que expõe a antinomia dos termos “popular” e “erudito”. Ao longo dos anos, a expressão “teatro popular” ganhou diferentes significados de acordo com contextos históricos específicos e em função do uso que se pretendia fazer do termo.


Uma das concepções relaciona a expressão a um teatro engajado, aquele feito para atingir as massas e opor-se às produções direcionadas ao entretenimento da burguesia. Essa abordagem de teatro popular tem, portanto, um caráter ideológico.


Outra vertente da expressão relaciona-se à popularização do teatro profissional à classe trabalhadora. Apesar de ter um objetivo comum com a abordagem mencionada anteriormente - o de atingir as camadas populares - sua característica é marcada, menos pelo tipo de produção e mais por iniciativas de acessibilização social ao teatro.


Outra possibilidade de uso do termo “popular” é a referência àquilo que é conhecido do grande público, que está nas mídias (famoso). Essa seria uma abordagem não ideológica do termo e menos adotada por aqueles que fazem ou que pensam o teatro.


Augusto Boal, importante figura do teatro contemporâneo, fundador do Teatro do Oprimido, categorizou as produções teatrais em 5 tipos:

1- Teatro de perspectiva popular para o povo

2- Teatro de perspectiva popular para “não povo”.

3- Teatro de perspectiva antipovo para o povo.

4- Teatro que tem o povo como fabricante e consumidor.

5- Teatro Jornal: em que a criação dos atores se dá a partir de pesquisas e estudos de notícias e matérias de jornais.


Em suas origens, o teatro popular está ligado ao teatro antigo, tanto ocidental, quanto oriental, em que se destacava o uso de máscaras e não havia separação entre o público e os atores.


Nos séculos XVI e XVII a Commedia Dell’Arte tornou-se referência do teatro popular e diferenciava-se do teatro burguês que se desenvolvia paralelamente. A Commedia Dell’Arte tem influências das pantomimas dionisíacas da Grécia Antiga e tem como principais características: uso de máscaras, representações grotescas, caráter itinerante, apresentações em locais públicos, espontaneidade dos atores e improvisações.


No mesmo período, proliferaram as manifestações do chamado Teatro de Feira, realizados nas feiras populares que aconteciam em Paris, principalmente as de Saint-Germain e de Saint- Laurent. Essas manifestações, diferentemente do teatro erudito, contavam apenas com o público, não eram subvencionadas pelo Rei, ao contrário, muitas vezes esses artistas sofreram censuras e expulsões.


O teatro popular desenvolveu-se e transformou-se ao longo dos anos. O teatro popular moderno buscou explorar novas estéticas, pautou suas práticas em experimentações e exploração de recursos cênicos diferenciados. Viu-se surgir, na passagem do século XIX para o XX, a figura do encenador que com o tempo fundou a direção teatral.


São importantes nomes do teatro moderno de inclinação popular, seja por engajamento e ideologia ou por estratégias de difusão popular do teatro:


  • André Antoine (Théâtre-Libre) - de Paris, foi o primeiro a teorizar sobre a função de um diretor na concepção teatral, integrando o trabalho do ator à cenografia.

  • Stanislavski e Dantchenko (Teatro D’Arte de Moscou) – Fundaram uma estética e uma metodologia compromissada com uma proposta ética do teatro e enfatizaram as práticas de pesquisa.

  • Meyerhold (Método Meyerhold) - formado nas tradições do Teatro D’Arte de Stanislavski, procurou novos caminhos, afastando-se do naturalismo para inaugurar uma cultura do teatro físico.

No Brasil, muitos grupos teatrais, muitas vezes inspirados nas escolas citadas e nas ideias do teatro moderno popular que se disseminaram pelo mundo, fizeram história com um teatro de resistência, como o Teatro Arena, de São Paulo, o carioca Grupo Opinião ou o Gutac, do Mato Grosso do Sul, que tinha uma proposta pedagógica de transformação social e formação de jovens através do teatro.