• Luiza Pessôa

Fio

Que linha é essa que nos costura,

Pele, osso, pensamento?

É de seda, cobre ou aço,

O fio invisível dessa teia?


Fio que une ou prende:

Teu corpo no meu,

Teu olhar no meu,

Teus sonhos nos meus.


E se esse fio arrebenta?

Um sonho destrói?

Meu peito aguenta?


E se esse fio arrebenta?

A gente se desfaz

Ou se reinventa?


E se esse fio arrebenta?

Tua dor me dói,

Meu peito aguenta.



Luiza Pessôa

Sobre a autora

Luiza Pessôa, bailarina, graduada em História, mãe da Antônia e amante fiel das artes, em todas as suas expressões. A literatura nunca foi um plano, mas sempre um amparo, acolhendo suas emoções. Atualmente, integrando a Cia Corpoiesis, explora o entrelaçamento das linguagens da dança e da literatura.

Instagram da autora.

Conheça o trabalho da Cia Corpoiesis.


INSCREVA-SE para acompanhar as publicações do Ao Redor!