• Angelo Tribuzy

6 Curiosidades sobre o desenvolvimento precoce das habilidades de Mozart

Atualizado: Abr 20


Aos vinte e sete dias do mês de mil setecentos e cinquenta e seis, nasceu em Salzburg, Joannes Chrysostumus Wolfangus Theophilus Mozart, conhecido mais tarde como Wolfgang Amadeus Mozart. Inúmeras histórias são contadas sobre a infância de Mozart, algumas possivelmente mais fantasiosas do que reais. Mas não há dúvida de que sua genialidade musical apareceu bem cedo.


Aos quatro anos, seu pai começou a ensinar-lhe peque­nas peças para tocar no cravo, ele aprendia rapidamente tocando com delicadeza e mantendo o andamento. Aos cinco, com o progresso, compunha pequenas peças que seu pai transcrevia e certamente corrigia. Filho do violinista e composi­tor alemão Johann Georg Leopold e Anna Maria Pertl, Mozart tinha uma irmã cinco anos mais velha, Maria Anna. Os dois eram os únicos filhos que sobreviveram entre os seis do casal. Abaixo, alguns feitos ou episódios que evidenciam o precoce desenvolvimento das habilidades musicais do pequeno Mozart.

Mão de homem carregando partituras musicais. Na capa aparece escrito Mozart. Ambiente  de uma Igreja.
Imagem de frosoanders por Pixabay

1. Quando Mozart tinha seis anos de idade, ele e Nannerl, como era cha­mada sua irmã pela família, foram levados pelo pai numa sé­rie de viagens pela Europa que divulgou o nome do jovem Wolfgang. Em 1763 chegaram a Paris, onde começou a ganhar destaque o seu dom criador. Lá, compôs suas primeiras sonatas para violino e piano. O contato com a música francesa influenciou profundamente o estilo da primeira fase criadora de Mozart.

2. O primeiro trabalho de Mozart no campo do teatro musi­cal foi aos 11 anos de idade, quando o príncipe de Salzburg o convidou para compor a primeira parte de um sacro Singspiel. A segunda parte foi composta por Michael Haydn e a terceira por Anton K. Adlgasser. Desconfiado de que seu pai, Leopold, o ajudava em suas composições, o príncipe manteve o jovem compositor sob vigi­lância durante uma semana.

3. Aos doze anos, Mozart compôs Bastien und Bastienne, um Singspiel em um Ato encomendado pelo médico Anton Mesmes.

4. Na Itália, tornou-se membro da Academia Filarmônica de Bologna, embora tivesse 7 anos menos dos 21 exigidos pelo regulamento. As façanhas musicais de Mozart naquele país transformaram-no em um mito.

5. A partir de 1777, portanto aos 21 anos, já se considera estabelecida sua maturidade artística.

6. Nos seus trinta e cinco anos de vida, Mozart compôs cerca de 650 obras entre concertos, sinfonias, sonatas, óperas, missas, peças sacras curtas, minuetos e divertimen­tos (divertimenti).


Muitos estudiosos da música dizem que se Mozart tivesse vivido mais cinco anos apenas, a música erudita que conhecemos hoje seria totalmente diferente, pois as harmonias de suas últimas composições beiravam o que seria o início do romantismo.

Invista na educação cultural e artística do seu filho com o Clube da Arte!

Projetos mensais inspirados em obras de artes para crianças de 04 a 12 anos. Por um preço super acessível você agrega valor à educação de seu filho. SAIBA MAIS!


Inscreva-se para acompanhar o conteúdo do blog!