• Ao Redor - Cultura e Arte

Museu Histórico Nacional apresenta plano de ações para 2021

Atualizado: Mai 7

O Plano Anual apresentado pelo Museu Histórico Nacional prevê iniciativas de preservação de seu acervo e exposição comemorativa do centenário do Museu, que conta com o visionário olhar do artista Ziraldo.
Pátio dos Canhões (MHN), RJ. Foto de: Alessandra Sant'Anna

O Museu Histórico Nacional, que permanece fechado em função da pandemia de Covid19, segue suas atividades internas com ações de preservação e valorização de seu acervo e desenvolvimento de exposições e projetos, tanto atuais em formato remoto, quanto para o momento da reabertura. As ações foram apresentadas no Plano Anual do Museu para 2021 e incluem a exposição “Terra à vista e pé na Lua”, prevista para outubro deste ano e que abrirá as comemorações do centenário do Museu a ser celebrado em 2022. Conheça as principais iniciativas previstas no plano apresentado pela instituição.


A exposição citada, “Terra à vista e pé na Lua”, aguardada para outubro de 2021, caso a reabertura ao público se concretize, tem como foco a aventura humana rumo ao desconhecido. Conforme sinopse apresentada pela assessoria de imprensa do museu:


“Pelo olhar visionário de Ziraldo – artista atemporal cuja produção se faz presente no imaginário de brasileiros e brasileiras de todas as idades – o visitante ‘navegará’ por obras do acervo do artista que se unem conceitualmente às coleções do museu. A trajetória de Ziraldo, seus livros, seus personagens ou mesmo seus objetos de trabalho contarão, de forma lúdica, a história de um Brasil construído diariamente por todos nós”. A exposição faz parte das comemorações dos 100 anos do Museu Histórico Nacional, inaugurado em 1922, pelo então presidente Epitácio Pessoa.


Outras novidades anunciadas pelo Museu são a introdução de tecnologia “QR Code” em alguns espaços expositivos e o lançamento de um livro sobre o Pátio Epitácio Pessoa, importante espaço do Museu também conhecido como Pátio dos Canhões.


Ocorrerá também, em formato virtual pelo canal do YouTube do Museu, o já tradicional seminário que acontece anualmente para comemorar o aniversário da instituição.


Já as ações de preservação do acervo, previstas para 2021, abrangem três áreas do Museu Histórico Nacional e abarcam a conservação e captação de imagens de peças etnográficas da coleção de indumentária Sophia Jobim (Reserva Técnica); o tratamento e digitalização de coleção de fotografias do século XIX (Arquivo Histórico) e material de consumo para acondicionamento de acervo museológico (Numismática).


O plano anual tem gestão da produtora cultural Artepadilla e patrocínio do Instituto Cultural Vale por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura e foi idealizado e elaborado pela Associação de Amigos do Museu Histórico Nacional (AAMHN).


O Museu Histórico Nacional é um museu dedicado à história do Brasil, localizado no centro histórico da cidade do Rio de Janeiro, RJ, possui um acervo formado por mais de 300 mil itens arquivísticos, bibliográficos e museológicos. Suas galerias expositivas abrangem desde o período pré-cabralino até a história contemporânea do país.


Serviço

Museu Histórico Nacional*

Endereço: Praça Marechal Âncora, s/nº - Centro - RJ

Telefone: (21) 3299-0324

Site: http://mhn.museus.gov.br/

Redes sociais: @museuhistoriconacional


*Devido à pandemia em curso, na data desta publicação, o Museu Histórico Nacional encontra-se fechado ao público.


Se este assunto te interessa, talvez você queira conhecer o programa de formação em História da Arte que oferece um conhecimento aprofundado sobre a História da arte da pré-história à arte contemporânea.

Aproveite a oferta por tempo limitado.

Curso de História da Arte